Histórias em Inglês

Algumas das histórias são apresentadas também em Inglês num trabalho de articulação com a professora de Inglês Maria João César (professora das AECS na EB do Lamaceiro no ano de 2011/2012)


Seguidores

seguir o blog por email

quarta-feira, 6 de julho de 2011

A formiga e o papa-formigas

                                                         A Formiga e o Papa- formigas

                                           

Era uma vez uma formiga que andava a apanhar comida.


Quando andava entretida, apareceu um papa-formigas. A formiga, assustada, tentou logo livrar-se dele, perguntando:

-Oh papa-formigas vais-me comer?

O papa-formigas não respondia e a formiga voltou a perguntar:

-Sabes, se me comeres, vais morrer porque eu acabei de comer fruta envenenada e por isso tenho pouco tempo de vida.

O papa-formigas acreditou na história e não fez mal à formiga.

Logo que se viu segura, refugiou-se na sua toca para saborear a sua comida em segurança.

                                                                       EB1 Lamaceiro - Inês Filipa Magalhães Gomes - 1ºano (2011)

sexta-feira, 17 de junho de 2011

O dente da Leonor

                                                               O Dente da Leonor

   
Era uma vez uma menina chamada Leonor. Um dia saiu-lhe um dente.

A Leonor tinha ouvido que se puséssemos um dente debaixo do travesseiro, ao outro dia aparecia uma nota. Então, à noite, pegou no dente e colocou-o debaixo do seu travesseiro. E adormeceu como um anjinho.

Ao outro dia, no lugar do dente, estava uma nota de cinco euros. E o dente? Sabem onde estava? Estava debaixo dos cobertores ao fundo da cama. A Leonor até se riu. Foi logo guardá-lo num bauzinho que lhe ofereceu a sua irmã.

E agora vamos falar dos cinco euros. Que teria feito a Leonor com eles? Teria comprado um brinquedo? Teria comprado chocolates? Não. A Leonor decidiu poupá-los para ajudar a mãe a comprar uma máquina de lavar a loiça.

E assim ficou feliz a Leonor e ficou feliz a sua mãe.


                           História colectiva feita pelos alunos do 1.º e 2.º anos da EB Lamaceiro - 2010/2011


The Tooth of Leonor

Once upon a time a girl named Eleanor. One day it came out a tooth.

The Eleanor had heard that if we put a tooth under the pillow, the next day appeared a note. Then at night, took on the tooth and put it under her pillow. And slept like an angel.

The next day, in place of the tooth, was five euros. And the tooth? They know where it was? It was under the covers to the bottom of the bed. The Leonor even laughed. It was just keep it in a
trunk that has offered her sister.

And now let's talk about the five euros. What
would have done Leonor with them? Would have bought a toy? Would have bought chocolates? No. Leonor decided to spare them to help her mother to buy a dishwasher.

And both were happy.

domingo, 27 de março de 2011





O espantalho

E lá estava ele sério, remendado, colorido, em cima de uma árvore, com seu chapéu de palha, com uma única missão: defender o milharal dos corvos. Ele é um espantalho que a todos espanta, seja dia ou noite, na chuva ou sol, seja quem for ninguém toca nele, ele parece ter vida própria, e não é amigo de ninguém, aparece sempre isolado. Um dia o milharal pegou fogo e o espantalho queimou-se. Dele e de sua árvore só sobraram cinzas. Mesmo assim, ninguém nem os corvos se atreveram a chegar onde o espantalho espantava, pois o local ficou ainda mais sombrio sem ele.

Adricia Dinis

A fazenda

A fazenda

Em uma fazenda longe da cidade, morava um senhor que se chamava José, ele vivia em sua casinha simples, mas mesmo assim ele era feliz, em sua casa todos os dias José acordava bem cedinho para dar comida a seus animais, que eram um cachorro seu único amigo, as galinhas e vacas.

Uma noite José teve um pesadelo sonhou que sua fazenda era invadida por extraterrestres do espaço e que eles queriam levá-lo para o planeta deles. Neste momento ele acordou assustado, lá fora seu cachorro latia muito quando ele saiu de casa e olhou para o céu assustado, não avistou nada, não era nada. José passou o dia preocupado com o pesadelo. Quando anoiteceu, ele não conseguia dormir e ficou olhando para o céu, quando de repente avistou uma forte luz brilhando em sua direção e caindo em sua fazenda. Assustado, ele foi ver do que se tratava, e para seu alívio era uma pequena pedra de meteoro. José guardou a pedra de meteoro e está com ele até hoje.

Quando anoitece, ele sempre olha para o céu, mas nunca mais viu nada de estranho, nem apareceu nenhum monstro do espaço.

Adricia Dinis